ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL

Amar é um verbo e exige ação. É impossível amar pessoas sem se envolver com as suas vidas. Nós acreditamos que quando percebemos o outro e nos envolvemos com ele e com suas necessidades, estamos construindo uma forma de transformar o mundo, a indiferença é a grande desgraça do homem, nenhum de nós pode ser feliz sem perceber o próximo. Nosso objetivo é inspirar pessoas a perceberem o seu próximo, a se envolverem com o seu próximo, da maneira que for necessária, pelo tempo que for necessário e pelo custo que for necessário.

Tudo o que fazemos hoje é pensando naqueles que têm nome, têm dores e alegrias, e que nesse momento da vida, precisam da ajuda do seu próximo. Trabalhamos em algumas vertentes que implicam a Infância e Juventude nos projetos de Acolhimento Institucional, administrando duas casas de acolhimento para adolescentes, sendo uma masculina e uma feminina, Esses projetos são desenvolvidos em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação - SEDESTH, Prefeitura Municipal de Uberlândia e a Vara da Infância e Juventude. 

Aqui, em foco o Acolhimento Institucional - masculino e feminino, têm que sua finalidade seja acolher adolescentes com idades entre 12 e 17 anos 11 meses. Cada casa comporta no máximo 10 adolescentes e cada adolescente acolhido possui fortes marcas de sofrimentos, abusos, humilhações e o mais triste, perderam a crença em si mesmo e no outro devido às inúmeras rejeições. Estamos trabalhando com adolescentes que são vítimas de uma história que não lhes foram permitidos escolher nenhum capítulo. 

Este acolhimento se dá pelo tempo necessário para que a família de origem do adolescente seja preparada para receber, conviver, educar e proteger o adolescente, quando não é possível essa reintegração no lar de origem ou família extensa (outros familiares), os adolescentes são encaminhados para a adoção.

Por um tempo, esses adolescentes passam a “morar” no acolhimento institucional, tendo como responsável legal a instituição. Sendo assim, tudo que lhes é direito passa a ser nossa responsabilidade, como alimentação (é ofertado 6 refeições/dia - café da manhã, fruta, almoço, café da tarde, janta e ceia), roupas (conseguimos através de doações), produto de higiene pessoal e limpeza e demais itens essenciais a um adolescente. 

Na tentativa de amenizar a dor desses jovens, a Missão Sal da Terra, por meio de sua equipe técnica, cuidadores, coordenadores e voluntários, desenvolve esforços diários para que esses jovens voltem a viver em sociedade e para isso algumas ações práticas são desenvolvidas, tais como retorno à escola, inserção no mercado de trabalho,  passeios pela cidade (clube, shopping, igreja, parque sabiá, teatro municipal, entre outros), acompanhamento psicológico, incentivo a visitas de famílias saudáveis, aulas de violão, dentre vários outros.

Momentos em família

COMO VOCÊ PODE AJUDAR O ACOLHIMENTO E AS CRIANÇAS E ADOLESCENTES ACOLHIDOS

Você pode ajudar de diversas formas;

- Participando do programa Apadrinhamento afetivo;

- Doando roupas, calçados e brinquedos;

- Participando de ações que sejam lançadas pela instituição, como, bazares, almoço beneficente;

 - Clubes, cinemas, restaurantes, escolinhas de futebol e outras empresas que queiram doar seus serviços e ou produtos;

- Instituições de ensino profissionalizante podem doar cursos aos acolhidos;

 

O ponto de apoio para recebimento de doações é a sede do Apadrinhamento :

Endereço: Rua Euclides da Cunha, 920

 Bairro Custódio Pereira

Telefone:  34 99768-2973

Estudante jovem