Ações de combate ao Covid-19 da Missão Sal da Terra em Uberlândia recebem menções honrosas

Atualizado: Jul 22



As ações fazem parte do projeto “Atenção Primária à Saúde Forte no Combate à Pandemia proposto do Ministério da Saúde


A Missão Sal da Terra, por meio do seu trabalho de gestão em unidades de saúde em Uberlândia, foi destaque por práticas bem sucedidas e exitosas no combate ao Covid-19 na Atenção Primária à Saúde do projeto "Atenção Primária à Saúde Forte no Combate à Pandemia". A iniciativa é uma proposta do Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Atenção Primária à Saúde (SAPS/MS) e pela Organização Pan-americana da Saúde da Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil e teve o objetivo de reconhecer as iniciativas desenvolvidas pelos municípios brasileiros durante a pandemia.


A Prefeitura de Uberlândia realizou a inscrição de várias práticas adotadas na rede de saúde, sendo que 31 foram aprovadas e reconhecidas como bem-sucedidas pela comissão avaliadora do projeto. Destas, 15 estão entre as 261 experiências finalistas que receberam certificados de menção honrosa. Das 15 práticas selecionadas, quatro foram propostas pela Missão Sal da Terra, responsável pela gestão do Setor Sul de saúde de Uberlândia, e que já estão sendo implementadas em suas unidades. Ao todo, foram analisados 1.471 relatos de práticas desenvolvidas por profissionais de todo país.


Das práticas da Missão Sal da Terra que foram avaliadas como ótimas e que receberam menção honrosa estão o papel do profissional de Educação Física durante a pandemia da Covid-19 no ambiente de trabalho e no novo contexto de trabalho durante a pandemia da covid-19, proposta pelo educador físico Diego Camilo; a atenção às pessoas com condições crônicas durante o enfrentamento da pandemia da Covid-19, pela enfermeira Mariana Machado; e a integração entre atenção primária à saúde e atenção ambulatorial especializada beneficiando os portadores de diabetes mellitus na pandemia da covid-19, pela médica endocrinologista Joyce Chermikoski. Tivemos também a participação de trabalhos das fisioterapeutas Luciana Cardoso Rocha, Larissa Rodrigues Cunha Zanata, Marcia Maria Alves, Camila Gonçalves Martinelli e a gerente da atenção primária Aline Leopoldina.


Além deles, todos os projetos contaram com a participação como coautora da diretora da Atenção Primária da Missão Sal da Terra, Melyne Rocha. “Essas ações só foram possíveis devido às equipes engajadas neste trabalho que, apesar das dificuldades impostas pela nova doença, lutam diariamente para melhorar a oferta e o cuidado em saúde no município”, comemorou. Ela ainda destacou o empenho da equipe nas boas práticas diante da situação difícil que enfrentamos. "Ver o nosso trabalho em destaque entre centenas de outros de todo o Brasil, primeiro me deixa orgulhosa e bastante realizada pela dedicação e o empenho de toda a equipe, segundo mostra que estamos no caminho certo, rompendo barreiras e ultrapassando as dificuldades por um bem comum que é promover a saúde em Uberlândia, sobretudo neste momento crítico que estamos vivendo de pandemia. Além disso, nossas experiências vão ao encontro do nosso propósito e com nossa missão de cuidar de pessoas para transformar vidas. Por isso, ficamos felizes em poder compartilhar nossas ações bem sucedidas com outros municípios”, pontuou.


A cerimônia para a entrega da menção honrosa aos participantes das ações foi realizada na última sexta feira, 16 de julho, por vídeo conferência e contou com a participação da representante da OPAS-OMS no Brasil, Socorro Gross, dentre outras autoridades.


A Missão Sal da Terra se orgulha e sente-se honrada pelo reconhecimento, que traduz o empenho e a dedicação de toda equipe em fazer a diferença na saúde e na qualidade de vida de tantos pacientes que passam por nós todos os dias. Tudo isso reforça nosso compromisso de cuidar de pessoas e transformar vidas.

156 visualizações0 comentário