• gabrielasoares2

Profissionais de saúde do CIM receberam treinamento para utilização do capacete Elmo




Na última sexta-feira, dia 23 de abril, os profissionais de saúde do Centro de Internação da Missão (CIM) receberam treinamento para utilização do capacete Elmo, um recurso de ventilação não invasiva que proporciona melhores condições respiratórias e auxilia na recuperação pulmonar para o tratamento da Covid-19.


Ao ser utilizado, o dispositivo auxilia no tratamento de pacientes com Covid-19 que se encontram em quadros clínicos moderados ou em início de gravidade. Esse equipamento pode injetar até 30L de oxigênio por minuto em pacientes que precisam desse apoio na respiração de forma menos invasiva, sem a necessidade de intubação.


O Elmo

O Elmo é acomodado ao pescoço do paciente e em alguns casos dobra a capacidade de oxigenação, com injeção de até 30 litros de oxigênio, além de retardar ou impedir a necessidade de intubação. “O capacete permite melhoras na respiração e pode ser utilizado fora de leitos de Unidades de Terapia Intensiva”, destacou a assessora de urgência e emergência da Secretaria Municipal de Saúde, Soraya Rezende.


O dispositivo pode ser desinfetado e reutilizado em diversos pacientes, além de ser de baixo custo em relação aos respiradores mecânicos e garantir mais segurança para os profissionais de saúde, pois é vedado e não permite a proliferação de partículas de vírus.

O Elmo é resultado de uma força-tarefa pública e privada de combate à crise sanitária causada pelo novo coronavírus. A proposta de criar o capacete surgiu em abril de 2020 e participaram de sua concepção diversas entidades como a Escola de Saúde Pública do Ceará, a Secretaria de Estado de Saúde do Ceará, a Fundação Edson Queiroz e a Universidade Federal do Ceará. A iniciativa uniu ciência, tecnologia e inovação e inicialmente foram sugeridos e testados nove protótipos em voluntários no Laboratório Elmo. Com a consolidação do equipamento, iniciou-se a aplicação em pacientes. Os trabalhos reuniram diversos profissionais, entre médicos, fisioterapeutas, técnicos em usinagem e ferramentaria, designers industriais e engenheiros nas áreas clínica, civil, mecânica e de produção.


O capacete possui três ramos, um de entrada de oxigênio, de inspiração, e outro de saída de gás carbônico, de expiração. O terceiro ramo é destinado para a medicação e/ou alimentação do paciente durante o tratamento hospitalar. O fluxo de oxigênio entra no capacete através de uma válvula que abastece uma jarra de umidificação de ar. Este umidificador joga o fluxo de oxigênio para dentro do capacete, passando por uma filtragem. O Elmo tem internamente uma pressão positiva, que induz o fluxo de ar para dentro do paciente.


Fonte: Prefeitura de Uberlândia

26 visualizações0 comentário