Consultório na Rua completa um ano e traz um cenário do cuidado com a população em situação de rua

Consultório na Rua completa um ano em atividade e traz um cenário do cuidado com a população em situação de rua de Uberlândia



Foto: Danilo Henriques – Secretaria de Governo e Comunicação / PMU

A equipe de Consultório na Rua (eCR) é uma estratégia da Atenção Básica no Sistema Único de Saúde (SUS), que tem como finalidade promover o cuidado às pessoas em situação de rua. O acompanhamento itinerante acontece em Uberlândia sob a gestão da organização social Missão Sal da Terra, conforme diretrizes da Secretaria Municipal de Saúde. O modelo conta com uma equipe multiprofissional, oferecendo atendimento médico, de enfermagem, psicológico, de assistência social, e, ainda, com o apoio de um técnico em saúde bucal.


A eCR de Uberlândia iniciou suas atividades em agosto de 2021. Os profissionais que atuam na eCR realizam o atendimento nas áreas externas, como praças, parques, terrenos baldios, prédios invadidos e calçadas, utilizando, em alguns momentos, o ambiente e recursos das unidades de saúde a que estão vinculados, serviços especializados, unidades de emergência e hospitalares, principalmente quando as pessoas em situação de rua precisam de um atendimento mais completo, sendo realizados os mais diversos procedimentos, desde orientações até os atendimentos médico, psicológico, de assistente social, técnica de saúde bucal, além de curativos, vacinas e coleta de material para exame de laboratório ou testes rápidos, inserção de implante contraceptivo, entre outras condutas aplicáveis, sempre no cenário onde os indivíduos se encontram.


Neste primeiro ano de atividade, foram realizados 4068 atendimentos, sendo 1020 na área médica, 2108 de enfermagem, 598 em psicologia e 342 de serviço social. O público atendido é, em sua maioria, de adultos (entre 20 e 59 anos de idade), que apresentam como principais condições crônicas o uso de substâncias psicoativas (SPA), seguido de hipertensão e transtornos mentais.


“Pontua-se que, inicialmente, era preciso realizar a educação em saúde e, praticamente, ‘convencê-los’ sobre a importância de se cuidarem. Atualmente buscam atendimento espontaneamente, solicitando até mesmo exames de rotina, quando se identifica, na maioria dos casos, a deterioração da função hepática e pancreática, devido ao uso de SPA. Diante desse diagnóstico, trabalhamos com educação em saúde e oferecemos ao paciente todo o apoio necessário para redução de danos”, explica a enfermeira Jessica de Souza Ferreira Oliveira, que atua no projeto.


Com base na orientação da Prefeitura Municipal de Uberlândia, os pontos fixos escolhidos pela equipe são a Praça da Bíblia e Nicolau Feres, no bairro Martins, a praça Tubal Vilela e Sérgio Pacheco, no Centro, a praça Nossa Senhora Aparecida, no bairro Aparecida e a praça São Francisco, no bairro Tubalina. Além desses locais, a eCR percorre pontos estratégicos dos bairros Umuarama, Minas Gerais, Jardim Célia, Panorama e alguns pontos na extensão da Av. Rondon Pacheco.


A eCR visa sempre a construção e/ou fortalecimento de vínculos com os pacientes e procura estar sempre equipada com todos os materiais e recursos necessários para o trabalho, para ser o mais resolutivo possível. “Por fim, o Consultório na Rua é permeado de sentimentos que surgem, ou são potencializados, através das experiências, do contato com as histórias de vida, das situações singulares e transformadoras vivenciadas pelos profissionais, o que fortalece o nosso propósito, que é cuidar das pessoas para transformar vidas”, afirma Melyne Rocha.

46 visualizações0 comentário