Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nossa responsabilidade é a de anteciparmo-nos ao futuro!

Enquete

Como você administra sua fé diante das adversidades?




resultados

Mensagens da Diretoria

De todo o coração, vos conclamo, a que retomemos a paixão da nossa pregação.Que cada um de nós cumpra, e bem, a obra de um evangelista, na convicção de que essa é a vocação que se impõe sobre nós."
Paulo Borges Jr.
Facebook
Curta nosso site no Facebook

Projetos Sociais

Novo Lar

 

O déficit habitacional é um dos graves problemas que assolam o Brasil. Embora as estatísticas sejam um pouco divergentes em termos de números, a maior parte afirma que mais de 10 milhões de brasileiros não têm acesso à casa própria; uma parte significativa não possuem casa própria e, por isso, pagam aluguéis, enquanto a outra, o que é a mais preocupante, vive em cortiços, imóveis abandonados, favelas e assentamentos urbanos sem a menor condição de infra-estrutura.

Para muitos especialistas da questão habitacional, a grande solução para o problema está na gestão participativa por meio de mutirão e de outras formas de ajuda mútua, como a organização das associações de bairro. A organização comunitária, de forma solidária, apresenta grande potencial e possibilidades de se transformar em instrumento de mudança política, econômica e social, na medida em que valorizam e emancipam o cidadão, por meio da participação popular, principalmente o mais excluído que em geral não tem vez e nem voz, e vivem a margem da sociedade, marginalizados, que consequentemente não possuem deveres, mas também não possuem direitos.

Nesse contexto, a Missão Sal da Terra lançou o projeto NOVO LAR, um programa de adoção informal de vidas, no qual as realidades são transformadas, que se caracteriza por famílias adotarem famílias. Busca-se atender as famílias de forma global, desde suas necessidades mais básicas, tais como alimentação, até a promoção do indivíduo, inserindo-o no mercado de trabalho ou escola, orientá-lo a garantir e a reivindicar por ele, direitos de todo cidadão, como, alimentação, saúde, educação, lazer e moradia com toda a infra-estrutura necessária. A construção das casas é um marco no projeto. É uma etapa de grande alegria para o grupo de ação social e a família, inclusive, após a conclusão da construção, a casa é utilizada, também, como um local, para a construção de novos conhecimentos e constantes visitas que se darão em tempo indeterminado.

O projeto justifica-se não só pela realidade social e econômica da área atendida, mas também, pelo próprio comprometimento da Missão Sal da Terra com a sociedade. Compromisso de ser sal da terra, de ser voz daqueles que não a possuem, de transformar realidades das mais miseráveis, em realidades em que possam desfrutar da plenitude da cidadania. ATENDIMENTO: Através desse projeto, já foram construídas mais de 23 casas populares por meio de mutirões. Para mobilização e até critério de seleção das famílias beneficiadas, são realizados encontros semanais com as famílias interessadas em participarem do projeto, visando à orientação por meio de debates sobre planejamento familiar, saúde, educação e sexualidade.